O DESIGN DE INTERIORES, SUSTENTABILIDADE E ECODESIGN: POSSIBILIDADES

logs

 

Olá, leitores do Decora Click, meu nome é Carla Prado, sou designer de interiores, e agora estou aqui, muito feliz, integrando a equipe de colunistas!  Ao ser convidada pelo Decora para fazer parte de sua equipe me indaguei, diversas vezes, sobre todos os temas e conteúdos maravilhosos que o Design de Interiores abraça, e quase enlouqueci para conseguir definir o que poderia apresentar para vocês. Temas novos, frescos, interessantes, há tanto que falar desta área tão linda! Sim! Sou uma apaixonada pelo Design de Interiores, essa paixão que foi surgindo desde a escolha do curso, as descobertas da formação acadêmica, e os desafios do mercado de trabalho.

Apaixonada que sou e, então, focando nisso resolvi hoje apresentar para vocês uma das diversas faces que o Design de Interiores possui. E, dentre diversos caminhos que nós profissionais podemos tomar, um que me fascina sempre é o Ecodesign e a Sustentabilidade, o pensar design dentro das questões fundamentais da sociedade humana: o homem, a sua cultura, o seu meio ambiente e sua economia. Muitos de nós acreditamos que o design de interiores não se assemelha com estes conceitos, muitos pensam que ambientar uma casa é um luxo, “a cereja do bolo” e que, portanto, não haveria forma de inserir-lo nas ambientações. Outros, já são certos que é possível pois conhecem os milagres das reciclagens e seus produtos fofos de pneus, caixotes de feiras, paletes, enfim, dos diversos produtos que podemos utilizar de forma diferente e divertida em uma ambientação.

Fico feliz em informar que o segundo grupo está, de longe, mais correto que o primeiro (quem pensa só em Design do Luxo deve se informar mais, existem outras vertentes, outros caminhos, e luxo atualmente possui um novo significado). O segundo grupo está correto sim, porém, não está completo, as ideias que cercam o ecodesign e a sustentabilidade no design de interiores vão muito além de reciclagem de mobílias, artefatos e produtos. Claramente a reciclagem, desta forma, possui muita importância e ganha ainda mais força quando combinadas com outras atitudes que o designer de interiores pode tomar para desenvolver um projeto relacionado aos dois conceitos.

3_O Design de Interiores, sustentabilidade e ecodesign_possibilidades

mobiliário desenvolvido de palete Ref: http://room-decorating-ideas.com/home-decor-with-pallets/

 

Mas, então quais são estas atitudes?

Essas atitudes começam no primeiro momento do projeto, qual é? A primeira reunião com você, cliente e usuário do ambiente, o profissional deve estar muito atento à suas necessidades. Porque toda solução apresentada pelo designer deve atender à sua vida, um projeto de sucesso já inicia com o pé esquerdo no que diz respeito à sustentabilidade, porque? Porque evita o desperdício! Já pensou, se em menos de um ano após a reforma você precisar re-adequar o espaço porque no dia-a-dia aquele móvel, ou aquela iluminação não deu certo?

No momento da criação, as escolhas devem considerar sempre as necessidades do ambiente, do usuário e da estrutura arquitetônica, pensar no máximo aproveitamento da luz natural, por exemplo, na hora de arrumar o local da mesa de trabalho do home office. Pensar muitoooooo na escolha de produtos de acabamento, revestimento, mobiliários, têxteis e decorativos. E, no que isso pode ajudar a sermos mais responsáveis com o meio ambiente? Simples, existem diversas empresas que utilizam meios de produção de acordo com as leis ambientais, muitas empresas não utilizam produtos que fazem mal a saúde em suas confecções, algumas já possuem a política de reúso (coletam os seus produtos descartados e utilizam-no novamente transformando-os em novos produtos). Ah! Mas, como saber isso? Para os Designers de Interiores isso é de sua responsabilidade, apresentar o melhor produto, aplicado da melhor forma para seu cliente, não é?

Outra atitude muito importante, tanto para o meio ambiente quanto para o meio econômico e social, é utilizar ao máximo os produtos regionais, fábricas regionais, ou que possuem filiais na sua região, assim além de evitar os gastos com todo o transporte do produto (seja ele qual for), você ainda auxilia a existência de emprego que, por sua vez, faz girar todo o mercado da região, garantindo assim desenvolvimento para sua cidade!

2-Legenda: Destaque das Luminárias - Designer de Interiores Laura Gransotto utiliza o artesanato local em seu ambiente na Casa Cor 2015 de Florianópolis – 2015 Ref: http://diblioteca.com/portfolio/sala-intima-laura-gransotto/

Destaque das Luminárias – Designer de Interiores Laura Gransotto utiliza o artesanato local em seu ambiente na Casa Cor 2015 de Florianópolis – 2015
Ref: http://diblioteca.com/portfolio/sala-intima-laura-gransotto/

 

Existem diversos exemplos da força e potencialidade do Design nestes conceitos, e muitos profissionais estão voltando o seu olhar para esse novo ideal, Marcelo Rosembaum é um forte exemplo popular desta linha.

Marcelo Rosembaum – Projeto A gente transforma exposto Salão Internacional do Móvel em Milão - 2012  Ref: http://vidaeestilo.terra.com.br/casa-decoracao/fotos/0,,OI196802-EI19554,00-Salao+Internacional+do+Movel+de+Milao+traz+artesanato+brasileiro.html

Marcelo Rosembaum – Projeto A gente transforma exposto Salão Internacional do Móvel em Milão – 2012
Ref: http://vidaeestilo.terra.com.br/casa-decoracao/fotos/0,,OI196802-EI19554,00-Salao+Internacional+do+Movel+de+Milao+traz+artesanato+brasileiro.html

 

Ainda temos muitas opções, como os materiais autossustentáveis e os pré-fabricados. Mas, essa conversa fica para a próxima coluna!!!

Enfim, veja só, quantas atitudes o profissional de Design de Interiores pode tomar para aproximar seu projeto dos princípios da sustentabilidade e do ecodesign! E, como essas atitudes podem afetar o mundo ao seu redor!

Realmente, o Design de Interiores é incrível e apaixonante!

 

 

Carla Prado

Designer de Interiores

Editora do Site Diblioteca

Professora na instituição Unicesumar